A solução está no enunciado do problema

por Eliana Dutra

No nosso programa avançado de formação de coaches, PROFITERE, temos observado um grande número de coaches que pressupõem que a contratação, Competência #2 da ICF, tem um fim em si mesma. Enquanto nós da Pro-Fit Coach a percebemos com a competência que o coach usa para levar o cliente a transformações realmente significativas.

Naturalmente não estamos aludindo à parte prática da contratação (honorários, horários, prazos.. ) . Estamos nos referindo a primeira frase da competência: Habilidade para compreender o que é exigido em cada interação específica de coaching.

Isto, para nós, significa que cabe ao coach assegurar ou, ao menos, criar espaço para que o cliente em cada reunião, além da meta, escolha um foco de conversação e aprofunde seu entendimento ganhando clareza, pois é esta clareza que faz a diferença entre mudanças de comportamento temporárias e as transformações definitivas.

Infelizmente a maioria entende que precisa fazer a contratação depressinha para “começar o coaching ” depois. Sem perceber que desta forma perde-se a oportunidade do cliente criar clareza sobre o que de fato quer como meta e qual o melhor foco para levar o próprio cliente ao alcance do resultado desejado.

De fato , quando o coach faz perguntas SMART sobre a meta (resultado que vai ocorrer fora da sessão) e sobre o foco (objetivo a ser alcançado dentro da sessão) já está fazendo coaching. E, apesar destas perguntas causarem estranhamento no cliente, elas podem e devem ser recorrentes durante toda a sessão. Atenção: recorrentes sim , repetitivas não.

Se você é coach e tem encontrado clientes por demais resistentes ou que fazem você perder a paciência, considere a possibilidade de não estar explorando suficientemente as questões subjacentes que se “escondem” por trás das metas e foco de atenção do cliente.

Considere a possibilidade de fazer as perguntas (aparentemente) óbvias sobre resultados, benefícios e medidas de sucesso relativas a meta e ao foco. Se você se sentir desconfortável ao fazer estas perguntas, acolha o seu próprio desconforto ele só está apontando que você está se desafiando, está mudando de patamar e melhorando na arte de fazer coaching.

Sem dúvida esta mudança vai requerer coragem… seu cliente pode estranhar e você vai precisar discutir a relação com ele, mas arrisque-se, você vai ver que vale a pena! Porque as competências funcionam como engrenagens quando você dá força a uma todas as outras se movimentam.

Afinal aquele nosso velho professor de matemática sempre disse: a solução do problema está no enunciado! Então, enquanto o cliente não criar o enunciado, a solução que reside na transformação não aparece.

©2019 por Pro-Fit Coaching e Treinamento Ltda, todos os direitos reservados.
Este conteúdo não pode ser publicado, transmitido, reescrito ou redistribuído sem autorização.
Desenvolvido por BlackBean